O STF DE GILMAR MENDES

Posted: quarta-feira, 24 de novembro de 2010 by Emmanuel do N. Sousa in
0

Não é de hoje que o STF vem denegrindo a moral, a ética e a condução jurídica das aplicabilidades legais desse nosso Brasil tão carente de "Ordem e Progresso".

Ontem, o médico Roger Abdelmassih, famoso incubador de seres humanos da capital paulista, acusado de praticar 56 (cinquenta e seis) estupros em pacientes em sua clínica particular, teve sua sentença deferida pela juíza Kenarik Boujikian Felippe da 16ª Vara Criminal de São Paulo, incrivelmente condenado a cumprir uma pena de (sic!) 278 anos de prisão.

Após sentenciado pela acusação de prática de 56 estupros à pacientes em sua clínica localizada em área nobre da capital paulista, o Ministro Gilmar Mendes, presidente do "Supremo" considerou irrelevante qualquer argumento e, através de uma liminar,  concedeu o direito do réu recorrer da sentença em liberdade.

Em um processo que envolveu mais de 200 pessoas ouvidas, dentre este universo 35 mulheres afirmando terem sofrido assédio e/ou abuso sexual no interior da clínica, o médico negou os abusos, dizendo que apenas dava beijos no rosto das pacientes, como se fora um afetuoso ósculo familiar, desprovido de segundas intenções.

Mas, nada disso bastou para se fazer cumprir a determinação judicial impetrada: O STF interveio e "libertou" o cínico que já teve seu registro profissional cassado pelo CRM.

Quero fazer minhas as palavras do ínclito Ministro Joaquim Barbosa, uma voz que teima em desafiar os vícios da Suprema Corte, no que tange ao deferimento de decisões jurídicas: "Ministro Gilmar Mendes, o senhor está destruindo a Justiça desse país!".

0 comentários: