O Rio de Janeiro Continua Lindo!

Posted: segunda-feira, 29 de novembro de 2010 by Emmanuel do N. Sousa in
0


O que parecia improvável aconteceu: o narcotráfico carioca foi vencido!

Depois de quase três décadas de domínio das áreas de morro no Rio de Janeiro, o Complexo do Alemão teve o dia de ontem como a sua "tomada" por parte das forças de paz, composta pela aliança da Polícia Militar, Polícia Civil, BOPE, Polícia Federal, Marinha, Exército e Aeuronáutica.

A ação enérgica mostrou que se estas organizações tivessem unido forças antes, teria obtido sucesso nas incontáveis tentativas de entrada nos morros dominados pelo narcotráfico.

Com um show de imagens na cobertura oferecida pela mídia aberta e à cabo, a operação que durou uma semana teve conotação de guerra e suas investidas foram difundidas para todo o mundo pelo trabalho incansável dos profissionais de imprensa que acompanhavam as tropas aliadas diuturnamente.

O dia 28 de Novembro de 2010 terá para os cariocas, guardadas as proporções, a mesma importância que teve a "Tomada de Monte Castelo" na II Guerra Mundial, onde o sucesso do ataque só foi conseguido após várias tentativas frustradas, incontáveis perdas, além do conjunto de vários fatores que impediram o êxito pretérito; porém, foi a batalha chave para a vitória da guerra e é esta a mesma comparação que a polícia carioca está usando para a importância da tomada do complexo do Alemão.

Um dos capitãos de polícia afirmou na noite desde domingo ao programa Fantástico, da Rede Globo, que a partir de agora, os marginais estão desguarnecidos de logística, armamentos e drogas para o comércio, portanto, enfraquecidos e "menos marginais" segundo sua próprio colocação.

O Brasil acompanhou atentamente todo o progresso da ação durante toda a semana e ontem todos pudemos regozijar o êxito empreendido e nos alegrar, mesmo que à distância, juntamente com toda a população carioca que, a partir de agora, poderá contar com as guarnições policiais oferencendo paz, tranquilidade e segurança em áreas desprovidas desse Direito Público, antes "provido" pela marginalidade.

Algumas imagens marcantes da ação:

0 comentários: