Ensaio Hall: CINEMA

Posted: domingo, 20 de junho de 2010 by Emmanuel do N. Sousa in
1

Atendendo ao convite do meu velho amigo, o publicitário Helder Britto, da Agência Hall, participei na última sexta-feira (18/06) no auditório da Câmara de Diregentes Lojistas-CG, do I Ensaio Hall, cujo tema discutido foi cinema.

Contando com a participação de diretores, roteiristas e atores do cinema campinense contemporâneo, foi possível discutir a excelente fase pelo qual passa as produções cinematográficas locais, principalmente, pela produção de curtas e documentários.

O curtametragista André da Costa Pinto, premiado em vários festivais de cinema com os curtas “Amanda e Monick” e “Encomenda do Bicho Medonho”, atentou para a inexistência de espaço para escoamento das produções desenvolvidas em nossa cidade. Perdemos, ao longo dos últimos quinze anos as últimas salas de projeção remanescentes - os cinemas Babilônia e Capitólio -, sendo-nos oferecido, atualmente, as salas de exibição “Multiplex” que atendem ao circuito comercial do cinema, com o objetivo de atingir um público mais versado nas grandes produções hollywoodianas.

Campina Grande, a cidade que “[...] tem um ‘q’ de Nova Iorque”, como dissera Gilberto Gil, já deteve sete salas de exibição ao longo da sua História e, hoje, não conta com nenhum outro cinema que não as minúsculas saletas com péssima engenharia de som do Shopping Boulevard.

Há alguns dias, um grupo de ativistas culturais, além de líderes acadêmicos, lançaram a campanha pela revitalização do Cine São José; único prédio existente dentre os antigos cinemas locais, que ainda oferece boa localização e, claro, diante de uma reforma, pode oferecer as condições ideais para atender às necessidades dos produtores, dos acadêmicos, enfim, da sociedade como um todo.

O Ensaio Hall ocorreu para fundamentar o soerguimento da cultura local e fortalecer o ativismo existente. Sua primeira edição, tratando de cinema, expôs-nos ao constrangimento do desconhecimento de grandes talentos locais. Existem, atualmente, curta-metragens produzidos por campinenses e filmados em Campina Grande sendo premiados, inclusive, em festivais de cinema internacional e nós, moradores do cenário principal desses roteiros, desconhecemos estas obras, os seus idealizadores, os seus protagonistas...

Parabéns à Hall Group pela iniciativa!

Matéria Produzida pela TV Itararé - Prog. Diversidade

1 comentários:

  1. Joelmar says:

    Cinema local? em Campina? sim porque não! Cinema não é apenas filmes com extremo apelo comercial, mas uma arte e como tal deve ser divulgada como tal.
    Mas convenhamos, reformar o Cine São José? Mais uma vez? para que? para com alguns anos depois ser transformado em local de abandono? Ah não, por favor, os impostos de toda sociedade campinense não precisam de mais um local de prováveis desvios. Querem cinemas ou espaços alternativos reais? Deixo aberto aqui o espaço: Sugiram lugares leitores deste estimado blog, mas locais reais, acessíveis e principalmente definitivos, sem o uso de verbas públicas, que sejam auto-sustentáveis...
    Abc a todos