A Copa dos Jogos Fracos e das Camisas Justinhas

Posted: segunda-feira, 14 de junho de 2010 by Emmanuel do N. Sousa in
2

Depois de ter acompanhado os últimos torneios continentais tomados como parâmetros para o advento da Copa do Mundo seguinte, vi que não havia muito o quê esperar desta Copa do Mundo.

Justamente, é o que estamos acompanhando nos jogos realizados até hoje, nesta primeira rodada da primeira fase do evento.

Jogos exacerbadamente técnicos, sem brilhantismo, sem futebol-arte, sem gols... (à exceção de Alemanha 4, Austrália 1... também!?!?!)

Apesar da ausência, até aqui, de jogadores brilhantes, as seleções européias e a seleção argentina levaram entre seus convocados, pelo menos UM, dentre os 23, como sendo o CRAQUE da equipe. Titular, ou não, impondo respeito e expectativa aos jogos.

Porém, mesmo com a presença desses jogadores ímpares, algo não está despertando nos primeiros jogos desse Mundial... estou começando a acreditar que realmente a bola é a culpada!

Não creditando às reclamações gratuitas e inoportunas dos “pernas-de-pau” do selecionado brasileiro, mas, todos os excelentes cobradores de bolas paradas das demais equipes não acertaram um chute sequer em direção ao gol! Sem falar que nenhum chute “de primeira” obteve a direção desejada pelo autor do lance.

Sei não... eles que são os protagonistas do show, que busquem a adaptação nos próximos jogos e, espero que tenhamos excelentes espetáculos futebolísticos mostrados em sua totalidade pela TV brasileira.

Aliás, que moda foi essa lançada pelas fabricantes de material esportivo das camisas justinhas dos jogadores da Copa 2010? O tal do Gutierrez da Argentina parece um "ogro", ou um jogador de futebol americano. É algo meio "metro-sexual", os caras malhadões com shorts folgados e blusinhas coladinhas estilo "mamãe-quero-ser-gay".

Que negócio esquisito!!!

2 comentários:

  1. J. Junior says:

    Ate agora, dos jogos que pude acompanhar, nenhuma seleção mostrou para que veio. Quanto ao Brasil, acredito que chegue as quartas de finais.

  1. Anônimo says:

    Vendo o futebol mostrado até aqui, com empates de zero a zero e um a um, é provável q a seleção brasileira chegue longe, viu!
    Valeu, Emanuel

    Francisco Souto