E lá se vai 2009...

Posted: sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
3


Costumo tratar os anos ímpares como “de transição”. No Brasil, principalmente, onde se vive à base de política e eleições à cada dois anos, coincidindo com os anos pares; 2009 já se despede do calendário mundial.

É primaz ressaltar que a grande contribuição do ano que se finda à História brasileira é que, foi no primeiro semestre deste que aconteceu o fato inédito mais inesperado de todos os tempos: o Brasil tornou-se credor do FMI, grande algoz da nossa economia nas décadas de 70, 80 e 90.

E mais: no mês passado o Ministro Güido Mantega anunciou que o aporte de US$ 10 bilhões disponibilizado fora reajustado para US$ 14 bilhões, permitindo que o Brasil exerça poder de veto junto às decisões do Fundo Monetário Internacional.

Partidarismo à parte é preciso que reconheçamos a competência da equipe ministerial da Fazenda Nacional que soube trilhar sobre o planejamento traçado em 1993 com o Plano Real, que definitivamente equacionou nossa deficiência monetária, fundamentando nossa economia, com perspectivas (em longo prazo) de tornar o Brasil uma grande nação de economia equilibrada, moeda forte e potencialmente forte junto ao mercado internacional.

Em 1994 tudo parecia mais uma aposta vã de mais um plano econômico, dentre tantos lançados nos últimos 20 anos.

Porém hoje, 15 anos após, constatamos que os alicerces planificados foram bem fundamentados e nosso Brasil é hoje uma das potências emergentes na economia global.

Isso sem contar que fomos o último país a “entrar” na grande crise financeira mundial e o primeiro a sair, uma vez que dispomos de medidas satisfatórias que promoveram o aporte necessário para que não sentíssemos os efeitos maciços do efeito cascata ao qual se inseriu as grandes potências econômicas mundiais.

Como não poderia fugir à regra, fica uma nódoa quando fechamos o noticiário nacional de 2009 com mais um flagra de corrupção eleitoral. Servirá como elemento midiático para o processo eleitoral do ano vindouro, no Distrito Federal.

De qualquer forma, no Balanço Geral, este ano foi realmente atípico! Não precisou de uma Copa do Mundo ou de uma Olimpíada para que o brasileiro tivesse orgulho da sua Pátria, ainda que pelo pouco tempo em que a mídia reservou para divulgação de notícias que inflasse nosso ego patriota.

São prognosticações de que dias melhores virão. E esses dias não estão muito longe do nosso alcance.

Que, a partir de 2010, tenhamos em nosso cotidiano um conjunto de Notícias que nos remetam à Esperança de que nossos maiores intentos serão conquistados e nossos projetos estarão sempre contíguos.

3 comentários:

  1. J. JUNIOR says:

    E poe atipico nisso meu caro. Alguns dos fatos que aconteceram neste ano estarao num futuro bem proximo nos livros didaticos atraves do quais nossos filhos seram informados e formados quanto a forca que teve o Brasil neste novo milenio. Muitos acharam audacia do nosso Presidente Lula quando o mesmo falou em um bom portugues que os Estados Unidos tiveram a chance de evitar essa crise que balancou o planeta, mas ele estava com a razao. O Obama preferil deixar quebrar a salvar uma instituicao financeira. Resultado, ao inves de desembolcar milhoes de dolares para salvar o banco, precisou ingetar TRILHOES de dolares para tentar salvar as financas mundiais.
    2009 se vai e que venha 2010.

  1. Vlw, Emmanuel! Mto legal o teu espaço, parabéns! Vc está linkado no De acordo com.
    Abs e um produtivo 2010!

  1. Anônimo says:

    Um ano memorável, cheio de realizações. Em 2010 as expectativas são as mesmas, mas com vontade de escrever a nossa Esperança e ver as Notícias publicadas com maior constância.

    Abraços;

    Rau Ferreira
    Blog: "História Esperancense"
    http://historiaesperancense.blogspot.com