E lá se vai 2009...

Posted: sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
3


Costumo tratar os anos ímpares como “de transição”. No Brasil, principalmente, onde se vive à base de política e eleições à cada dois anos, coincidindo com os anos pares; 2009 já se despede do calendário mundial.

É primaz ressaltar que a grande contribuição do ano que se finda à História brasileira é que, foi no primeiro semestre deste que aconteceu o fato inédito mais inesperado de todos os tempos: o Brasil tornou-se credor do FMI, grande algoz da nossa economia nas décadas de 70, 80 e 90.

E mais: no mês passado o Ministro Güido Mantega anunciou que o aporte de US$ 10 bilhões disponibilizado fora reajustado para US$ 14 bilhões, permitindo que o Brasil exerça poder de veto junto às decisões do Fundo Monetário Internacional.

Partidarismo à parte é preciso que reconheçamos a competência da equipe ministerial da Fazenda Nacional que soube trilhar sobre o planejamento traçado em 1993 com o Plano Real, que definitivamente equacionou nossa deficiência monetária, fundamentando nossa economia, com perspectivas (em longo prazo) de tornar o Brasil uma grande nação de economia equilibrada, moeda forte e potencialmente forte junto ao mercado internacional.

Em 1994 tudo parecia mais uma aposta vã de mais um plano econômico, dentre tantos lançados nos últimos 20 anos.

Porém hoje, 15 anos após, constatamos que os alicerces planificados foram bem fundamentados e nosso Brasil é hoje uma das potências emergentes na economia global.

Isso sem contar que fomos o último país a “entrar” na grande crise financeira mundial e o primeiro a sair, uma vez que dispomos de medidas satisfatórias que promoveram o aporte necessário para que não sentíssemos os efeitos maciços do efeito cascata ao qual se inseriu as grandes potências econômicas mundiais.

Como não poderia fugir à regra, fica uma nódoa quando fechamos o noticiário nacional de 2009 com mais um flagra de corrupção eleitoral. Servirá como elemento midiático para o processo eleitoral do ano vindouro, no Distrito Federal.

De qualquer forma, no Balanço Geral, este ano foi realmente atípico! Não precisou de uma Copa do Mundo ou de uma Olimpíada para que o brasileiro tivesse orgulho da sua Pátria, ainda que pelo pouco tempo em que a mídia reservou para divulgação de notícias que inflasse nosso ego patriota.

São prognosticações de que dias melhores virão. E esses dias não estão muito longe do nosso alcance.

Que, a partir de 2010, tenhamos em nosso cotidiano um conjunto de Notícias que nos remetam à Esperança de que nossos maiores intentos serão conquistados e nossos projetos estarão sempre contíguos.

Lula disse o que todos queriam dizer, mas não tiveram coragem!

Posted: sábado, 19 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
4


Ontem, mais uma vez, as imagens que correram a mídia jornalística brasileira nos encheu de orgulho!

Depois que a imprensa mundial tentou menosprezar a figura do Presidente Lula (e do Brasil) por receber a visita do Presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, aquele que é o algoz da vez do Governo Americano, toda a cúpula internacional que participava da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças no Clima (COP-15) realizada em Copenhagem, ouviu o que não quis mas que todo mundo queria falar e não tinha coragem!

O Brasil, na figura do seu líder emergente falando de improviso, foi amplamente aplaudido no discurso em tom de desabafo, afirmando em palavras metafóricas que o problema do clima não se resolvia por falta de iniciativa e que, somente um milagre resolveria o impasse em torno de um acordo climático naquela conferência, na certeza de que o encontro mais uma vez frustaria a expectativa dos habitantes do planeta Terra.

O presidente americano frustrou a todos com seu discurso corporativista. Sua proposta era de que os países pobres fossem os primeiros a tomar as iniciativas de controle ambiental... Ora, e não são os países ricos, as grandes potências industrias, os maiores emissores de poluentes na atmosfera?!

Mais uma vez, ponto pra Lula!

Ao final do fórum de ontem, alguns líderes se reuniram em separado, entre eles o nosso Luís Inácio que, posteriormente, foi convidado pela assessoria do governo americano para uma conversa à portas fechadas com o presidente Barack Obama!

Definitamente, estamos em outros tempos.

Como já disse antes, não somos mais o aterro sanitário do planeta. Nosso Brasil se impõe muito além do que o futebol pode promover. Somos, atualmente, uma das economias mais sólidas como país de terceiro mundo e em processo franca ascensão.

Só lamento que o mandato daquele que poderia ser o maior líder internacional, esteja em seu final, sem perspectivas de conseguir eleger seu candidato postulante que, em vias de regra, o tornaria nosso Ministro de Relações Exteriores, haja visto seu imenso prestígio internacional.

E eu que achava que FHC era o cara!

Portal Notícia Esperancense

Posted: terça-feira, 15 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
1


Através da iniciativa do estudante Rodolpho Rafael, jovem de 19 anos morador da cidade de Esperança, micro-região do Brejo paraibano, a nossa "blogosfera" estará sendo provida de mais um portal de informações.

O portal Notícia Esperancense será lançado no dia 19 de Dezembro próximo, em uma solenidade na Câmara Municipal de Esperança, onde serão entregues comendas a personalidades de destaque local, por parte do Poder Legislativo, como também a premiação do "Top Esperancense", realizada através de enquetes na internet junto aos leitores do Blog Notícia Esperancense.

Blog, este, que conseguiu uma gama de mais de 49.000 acessos em seu curto espaço de tempo presente na grande rede, servindo de canal informativo da cidade de Esperança e região para todo o compartimento estadual. Fato este que motivou a necessidade da expansão do blog à condição de portal de notícias!

Além do conteúdo informativo, o Portal Notícia Esperancense contará com uma equipe de colunistas, em suas diversas áreas de enfoque, contribuindo com suas produções textuais aos leitores do site.

Desta feita, me incluo nesse grupo, como responsável pela coluna XEQUE-MATE, a fazer parte do cast de opções de leitura oferecido pelo Portal Notícia Esperancense, que estará disponível para acessos a partir do dia 19 de dezembro de 2009.

Parabéns ao amigo Rodolpho Rafael pelo convite, como também pela iniciativa corajosa, independente e pioneira na cidade de Esperança!

O Fenômeno Chico B

Posted: terça-feira, 8 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
3


Através de uma composição de estudantes, boêmios e profissionais liberais afins, no ano de 1961, Campina Grande vivenciou um dos fatos mais memoráveis da História da nossa política: O Fenômeno Chico B.

Francisco de Almeida Batista, figura de extrema simpatia, de muitos amigos e freqüentador da boemia local, desenvolvia a profissão de barbeiro (daí derivava-se o “B” do seu apelido) naqueles anos quando foi alçado à condição de pré-candidato a Deputado Estadual representando as minorias ditas cansadas de eleger políticos “inoperantes”.

De acordo com o staff de colaboradores à época, Chico B representava a figura do homem simples, a quem se poderia credenciar como símbolo de honestidade por não possuir os vícios políticos, além de ser uma candidatura emanada do próprio povo.

Se soou como ironia no início, o propósito da idéia tomou conta da cidade!

Vários foram os eventos promovidos para arrecadação de fundos para campanha: passeatas, carreatas, comícios... Em todos havia garrafões gigantes onde eram depositadas as contribuições financeiras utilizadas na pré-campanha.

Diante da proporção com que o intento “tomava corpo” nas ruas e conquistava a simpatia dos comerciantes e dos populares locais, a alta cúpula política agia nos bastidores para que o pretenso candidato não conseguisse filiação partidária que lhe fornecesse legenda permitindo-lhe efetivar-se candidato em 1962.

Às custas de várias tentativas vãs de obter tal filiação, a candidatura de Chico B não procedeu, frustrando assim a possibilidade da gênese de uma candidatura surgida do próprio seio popular.

Vários foram os manifestos pró-Chico B editados nos jornais da época, tanto em apoio à causa, como de crítica a postura dos “caciques” dos partidos políticos por não concederem o direito da postulação. Entre as personalidades locais que expediram suas opiniões nos periódicos estão o jurista Agnello Amorim e o professor Stênio Lopes.

A TV Itararé, grande incentivadora da cultura local, desenvolveu sob a produção da jornalista Fernanda Lacerda no programa Diversidade a matéria que reproduzimos a seguir, a partir do resgate histórico promovido pelo blog Retalhos Históricos de Campina Grande.

Brasileirinhas de Luto

Posted: sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
5


É interessante traçarmos um paralelo entre as produções cinematográficas nacionais nas últimas três décadas: nossas maiores produções voltaram ao cenário do mercado pornográfico!

O cinema nacional caiu no ostracismo nas décadas de 70 e 80 justamente por produzir, quase que em sua totalidade, filmes de cunho pornô, nas chamadas “pornochanchadas”.

Atores que hoje em dia fazem parte do cast da Rede Globo, como Antonio Fagundes, José Wilker, Antonio Fagundes, Cláudia Raia, Edson Celulari, entre outros, iniciaram suas carreiras interpretando personagens medíocres em filmes desse gênero que eram produzidos aos montes com pouca verba.

Com o fim dos subsídios financeiros do Governo Federal através da Embrafilmes, no governo Collor, no princípio dos anos 90, as produtoras entraram em colapso financeiro e, aos poucos, o cinema nacional foi conduzido ao limbo, deixando-nos por muitos anos sem filmes brasileiros.

Este período de entressafra foi primordial para que, anos mais tarde, surgissem novas e primorosas produções cinematográficas, com roteiros inteligentes, atores brilhantes e filmes fantáticos, como “O Quatrilho” e “Central do Brasil”.

Neste novo cenário, as pornochanchadas se reencontraram com o público brasileiro há alguns anos com o “prestigiado” selo “Brasileirinhas” de cinema pornô. Sucesso de vendas, as distribuidoras negavam mas os cachês dos atores giravam em torno dos 300 mil reais, porém a pirataria reduziu estes valores pela metade.

Foi esse estrondoso sucesso de distribuição que atraiu personalidades artísticas anônimas, ou já conhecidas do público para o mercado pornográfico. Além da promessa de um cachê milionário, outro fator torna-se preponderante aos que já provaram dos “cinco minutos de fama” algum dia: a possibilidade de retorno à mídia.

Nesse contexto, inserem-se: Alexandre Frota, Matheus Carrieri, Vivi Fernandes, Regininha Poltergeist, Gretchen e Rita Cadillac. E, aproveitando a passagem do “cavalo selado”, Tammy Gretchen, Júlia Paes (que figurou como namorada da Tammy), Márcia Imperator (dos Teste de Fidelidade do Programa de João Kléber), Carol Miranda (sobrinha de Gretchen – essa levou a família toda pro gênero!).


Mas, até agora, nenhuma outra celebridade chamou mais atenção da mídia que a atuação da ex-global Leila Lopes no filme “Pecados e Tentações” estreando como mais uma celebridade do selo Brasileirinhas, nesse novo contexto do cinema pornô nacional, protagonizando dois filmes.

Nesta semana, todos os brasileiros foram surpreendidos com a notícia do seu falecimento, sendo-lhe creditado como suicídio.

E, como o título sugere, o selo Brasileirinhas contabiliza sua primeira “baixa”.

Sejam quais forem os motivos do falecimento da Leila, sua morte pode ter servido para acender a luz amarela em relação a outras ex-celebridades que por ventura estejam na lista das abordagens desse novo mercado do cinema nacional. O retorno ao circuito midiático, através desse caminho, pode ter um preço altíssimo a ser pago, sua própria integridade!