Viver a Vida: Ao Som da Boa Música

Posted: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
1


Elogiar os roteiros criados por Manoel Carlos para suas telenovelas seria pleonasmo; chover no molhado, como costumamos tratar em linguagem coloquial.

Outro ponto positivo das suas colaborações ao ambiente da ficção, ao qual nos entregamos com profunda segurança de estamos assistindo uma ótima produção, no horário nobre da televisão brasileira, é a escolha das trilhas sonoras utilizadas em suas tramas.

Cuidadosamente selecionadas, até parece que as músicas foram compostas por encomenda para seus personagens, tamanha é a identificação que o conjunto letra/música impacta à cada ator na sua interpretação.

Atualmente em exibição, a novela “Viver a Vida” nos brindou com duas pérolas da MPB.

Além da qualidade musical citada, marca o retorno de dois ícones do gênero romântico aos temas de novela: Roberto Carlos, com sua canção “A Mulher Que Eu Amo” e o inesquecível Dalto, grande ídolo dos anos 80 com suas ótimas baladas românticas, resgatado ao cenário novelístico com “Faça um Pedido”.

Peço licença para credenciar um artista novato, mas de muito potencial, estreante no mercado fonográfico das soundtracks; o cantor Rick Vallen, revelado nos programas de calouros do apresentador Raul Gil, que interpreta a belíssima canção “Pra ser Amor”.

Contam os mais íntimos que Manoel Carlos, o Maneco, carinhosamente tratado por estes, escreve suas novelas ao som de Bossa Nova. Ou seja, a qualidade das suas produções começa bem antes das idéias se tornarem linhas gráficas digitadas ao computador.

As trilhas sonoras das novelas de Manoel Carlos são perenes. Composições que promovem um deleite aos nossos ouvidos, tão castigados pelo mercado fonográfico atual, repleto de músicas que propagam ritmos e letras voláteis, consumíveis a curto prazo.



Roberto Carlos - A Mulher que Eu Amo

1 comentários:

  1. Anônimo says:

    Particularmente acho a novela muito melodramática; assisto mas com reservas. Todavia a musicalidade em si é boa.

    Rau Ferreira
    Blog: "História Esperancense"
    http://historiaesperancense.blogspot.com