Brasil, quem te viu, quem te vê!

Posted: quinta-feira, 26 de novembro de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
3


Tenho muito nítida em minha memória uma entrevista concedida por Cid Moreira, então âncora do Jornal Nacional, o jornalista de maior credibilidade no Brasil até ser usurpado da cadeira de apresentador do noticiário mais influente do país.

Esta entrevista foi colhida nos famigerados Anos 80, pela também apresentadora da Rede Globo, Leda Nagle, para o Jornal Hoje, quando o Brasil não dispunha de nenhum crédito financeiro junto a entidades corporativas internas, externas, muito menos ao próprio povo brasileiro.

O peculiar em sua oitiva era que, diante da imagem de descrétido que nosso país apresentava, lhe fora perguntado qual a manchete que ele sonhava em anunciar no Jornal Nacional. Sua resposta não precisou mais do que o tempo de um piscar de olhos: "...a manchete que sonho um dia anunciar é: Brasil empresta 100 milhões de dólares aos Estados Unidos!".

Pois bem! E eis que, vinte anos depois desse desejo, nosso Brasil propõe uma imagem totalmente diferente da que era visualizada àquela época.

Alguns meses atrás foi William Bonner, atual âncora do Jornal Nacional, quem anunciou uma manchete que inflaria o peito de Cid Moreira de orgulho, noticiando que o Brasil (pasmém!) disponibilizaria um aporte de US$ 10 bilhões ao FMI, Fundo Monetário Internacional (grande algoz do nosso país em épocas de inflação), para o programa "New Arrangement to Borrow" (Novo Arranjo para Empréstimos).

Ou seja, viramos o placar do jogo!

A entidade que antes sufocava o Ministério da Fazenda, ao ponto de exigir que cada novo ministro lançasse planos e mais planos econômicos objetivando amenizar a crise financeira que teimava em nunca nos abandonar, agora é que recorre ao nosso prestígio financeiro, em constante crescência junto à comunidade internacional.

Como se já não bastasse este regozijo, hoje foi anunciado pelo Ministro Güido Mantega um aumento nesse aporte! O valor disponibilizado pelo Brasil ao FMI passa de US$ 10 bilhões para US$ 14 bilhões.

Com isso, o país (que integra o G20) passa a ter poder de veto junto as decisões do FMI relacionadas com o programa que servirá para ajudar os países com problemas econômicos diversos e para incentivo às exportações e importações.

Este é o nosso novo Brasil, quem te viu... quem te vê!

3 comentários:

  1. Rita de Cássia (SP) says:

    Cara... juro que me lembro dessa entrevista! A Globo impediu que ele tivesse esse privilégio.
    De qualquer forma, hoje o Brasil é outro, é justo que nosso jornalismo tb seja feito por outros.

  1. J. Alves Junior says:

    Sempre tive a conviccao de que este atual Governo deixaria este pais com uma outra cara. Hoje somos respeitados e andamos com as nossas proprias pernas.

    O que me preocupa e se a nova equipe de governo que esta prestes a surgir no proxio ano, tera competencia suficiente para nao apenas nos manter, mas sim alanvancar cada vez mais o nosso Brasil.

    Otimo texto.

  1. Anônimo says:

    Ao que parece "o gigante adormecido" acorda para o mundo; e mostra que tem ares de potencia mundial. Isso é muito importante diante das representações que ora participa nos organismos internacionais, em especial na defesa dos direitos humanos e do meio ambiente. A independência financeira e a estabilidade econômica são frutos desta nova dimensão. Mas ainda temos muito o que conquistar a nível de social interno.

    Rau Ferreira
    Blog: "História Esperancense"
    http://historiaesperancense.blogspot.com