Renasceu das Cinzas!

Posted: segunda-feira, 27 de abril de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
1


Foi sensacional!

Impressionante é muito pouco para descrever a magnificência do espetáculo ora qual fui espectador neste domingo, 26 de Abril de 2009.

O Estádio Ernani Sátiro, em Campina Grande, foi palco de um dos mais empolgantes embates futebolísticos já promovidos naquele espaço esportivo.

Claro que exponho a opinião como torcedor trezeano que sou!

Supondo que a equipe galista já se encontrava em estado de desgraça, ante a derrota sofrida na última quarta-feira em Patos, cumprindo a primeira disputa – de duas – contra o representante do sertão na disputa pelo título do Segundo Turno do Campeonato Paraibano, o Sousa Esporte Clube.

A equipe liderada pelo atacante Edmundo e o meia Miltinho aplicara um confortável placar de 2 x 0 no Treze, em um jogo bastante tumultuado, regado à muita água pelas chuvas que castiga a região.

A equipe titular do Galo da Borborema não demonstrou personalidade suficiente para superar a ‘catimba’ imposta pelo grupo Sousense, sendo vítima de uma péssima arbitragem no que resultou na expulsão de quatro jogadores, tidos como ‘base’ do plantel.

Encerrado o primeiro embate, os mais incrédulos já se davam por vencidos, haja visto a impossibilidade da escalação dos principais jogadores no que seria o jogo que poderia, inclusive, decidir o Campeão Estadual de 2009, bastando, para isso, o Sousa manter o placar de 0x0...

E eis que ergue-se a Fênix Trezeana!

Como se renascesse das cinzas, e equipe do Treze Futebol Clube, desprovida das suas principais estrelas, encontra na competência dos bravos jogadores escalados para a segunda disputa a garra, a vontade e a determinação que faltou à essas mesmas estrelas nos últimos três jogos disputados pela equipe no certame estadual.

Como se fora destino, entraram em campo quase que em sua totalidade, os mesmos jogadores que iniciaram este mesmo campeonato como titulares do time do Treze, que ao longo da disputa, foram perdendo espaço na equipe principal...

Bravos guerreiros que não se intimidaram em minuto algum dos noventa disputados nesta tarde, onde até o sol sorria na Serra da Borborema.

Não consigo transcrever em palavras tudo que foi visto, sentido e incorporado, além de extravasado, no Estádio Amigão, quando o atacante George sacramentou, no segundo tempo de jogo, os dois gols necessários - e bastantes - para que o Treze FC fosse consagrado campeão do segundo turno do nosso campeonato estadual de futebol.

O que faltou para termos conseguido tal proeza já no primeiro turno ficou guardado para hoje!

Não nos interessa onde o técnico Marcelo Vilar foi buscar motivação para repassar tanta determinação aos seus atletas. Mas, o que nos interessa, é saber que temos um time competitivo sim!

Chegamos à Final da disputa: teremos mais 180 minutos para torcer por esta empenhada equipe de jogadores que nos manteve a chance de continuar sonhando com o título de Campeão Estadual de 2009 e, consequentemente, garantir a participação trezeana no noviço Campeonato Brasileiro Série D.

Saúdo, em nome dos meus grandes amigos e digníssimos torcedores do Galo da Borborema, Adriano Figueiredo e Trigueiro Júnior, velhos companheiros de estádio, à toda massa trezeana, considerada “A Maior Torcida do Estado da Paraíba”.

Parabéns, Treze Futebol Clube!

Parabéns, Campina Grande!

"...É lamentável!!!" (????)

Posted: terça-feira, 7 de abril de 2009 by Emmanuel do N. Sousa in
2


Hoje, 07 de Abril, comemora-se no Brasil o Dia do Jornalista.

Profissão árdua, às vezes ingrata mas, que com o advento da Constituição de 1988 encontrou o arrimo que faltava aos arautos da boa nova: a liberdade de expressão!

Em momentos pretéritos da nossa História, nosso país estagnava no âmbito da comunicação social pela falta de veracidade nas informações, haja visto as supervisões institucionais e a censura promovida pelos Governos Militares. Havia uma bomba atômica nas mãos dos jornalistas, aos quais lhe faltavam a autonomia para acioná-la.

Atualmente, vivemos o auge da comunicação social no país com o ‘boom’ dos blogs e portais na internet. Grandes profissionais (ou até anônimos) se utilizam da grande rede mundial para difundir notícias, opiniões e, por que não, aplicar juízo de valor a determinados assuntos de interesse coletivo.

Apesar da comemoração da data, em Campina Grande, especificamente falando, a categoria se encontra num estágio de antagonismo interno entre seus próprios confrades!

É comum o acirramento entre determinados âncoras do jornalismo local, principalmente motivado por correntes políticas.

À exemplo, temos as duas principais rádios FMs da cidade detentoras das maiores audiências e melhor qualidade de programação cativando ouvintes pela conduta política adotada pelo seu cast de jornalistas e apresentadores.

Outro exemplo se diz às tradicionais rádios AMs transmissoras dos grandes embates esportivos, onde seus principais locutores são, escancaradamente, torcedores de determinadas agremiações, transparecendo aos seus ouvintes as suas predileções.

No último jogo Treze e Campinense, um comentarista esportivo da Rádio Caturité não se conteve com o gol de empate sofrido aos 47:50min pelo Campinense e soltou um sonoro “...é lamentável!” demonstrando assim todo o seu descontentamento com o ônus da Raposa.

Entre tantos outros exemplos, amplamente difundidos através do site you tube,constatamos o nível de comprometimento da imprensa local, nitidamente parcial.

Ou seja, Campina Grande necessita, urgentemente, de órgãos de comunicação isentos e imparciais. Estamos à mercê de notícias convenientes à grupos distintos seja no âmbito político ou esportivo. A população não recebe credibilidade nas notícias veiculadas: um órgão credencia, enquanto o outro denigre!

Está faltando a terceira via da informação, ou da transmissão esportiva!