Pérola dos bastidores políticos!

Posted: segunda-feira, 1 de dezembro de 2008 by Emmanuel do N. Sousa in
1

Li, neste final de semana, um artigo publicado em um dos blogs mais lidos do Estado de Pernambuco, do jornalista Magno Martins, cidadão de muita influência no meio político federal.

Em seu texto publicado em 30.11.2008, ele transcreve uma narrativa de um fato acontecido há 19 anos, quando o Brasil vivia a expectativa de eleger, de forma democrática, seu primeiro presidente da República.

Eram 21 os postulantes ao cargo, entre eles um dos homens mais valorosos da nossa política: Ulisses Guimarães, maior cacique do MDB e do PMDB até o dia do seu desaparecimento às águas de Angra dos Reis, litoral fluminense.

O fato ocorrera entre esse ícone da política histórica nacional e um menino novato, recém chegado ao Congresso Nacional. Eis o texto:

http://www.blogdomagno.com.br/ - 30/11/2008
"A maldição do Velho!
Vale a pena transcrever esta nota na coluna de Jorge Bastos Moreno: "Um dos personagens da semana é sem dúvida o governador cassado da Paraíba, Cássio Cunha Lima, hoje tucano. A minha agradável memória guarda do rapaz um episódio interessante.

Na eleição presidencial de 1989, o então arrebatado jovem invade o comitê do candidato do seu partido, na época PMDB, Ulysses Guimarães:

“Vim desmentir pessoalmente os boatos de que iria traí-lo, aderindo ao PSDB de Covas”.

No dia seguinte, no programa eleitoral do meio-dia, Ulysses salta da cadeira quando vê Cássio Cunha Lima abraçado com Covas, no horário tucano. Foi uma das raras vezes que ouvi um palavrão da boca de Ulysses:

“Filho da p...! Política deveria ser só para homens, não para moleques!”

Presenciaram essa cena, além deste repórter, o então presidente do PMDB, Jarbas Vasconcelos, e o secretário particular de Ulysses, Oswaldo Manicardi.

Nota do blog: Meu amigo Jorge Bastos Moreno, na época em que presenciou a cena, era assessor de Imprensa de Ulysses. Hoje, é um dos mais talentosos repórteres de O Globo, tem seu blog e assina uma coluna no mesmo jornal aos sábados com o título “Nhenhenhém”. "


Esse fato era desconhecido dos nossos bastidores estaduais. Dessa feita, fica clarividenciado as más intenções do jovem Cássio que, ainda no berço do PMDB, já cogitava seu ingresso nas hostes tucanas, muito tempo antes de assumir sua filiação.

1 comentários:

  1. Joelmar Barbosa says:

    manneh,

    aqui no rio tenho contato com muitas pessoas, e aonde trabalho e por onde ando tenho também. Numa dessas pessoas, dentre tantas que acabei conhecendo nesta cidade, acabei por conhecer um colega de infância de cássio cunha lima (argh, minúsculo sim, pois a gramática em suas regras não preveu o respeito a pessoas como ele), ele afirma ter estudado com ele na escola de ensino fundamental e médio (nome atual) aqui no rio de janeiro, aonde o então atual, ex ou seja lá o que for , governador da paraiba.
    palavras deste conhecido sobre o senhor cássio cunha lima, " se a paraíba n é muita coisa no cenário nacional não vai ser nas mãos desse sujeito que será também, vocês estão fudidos com ele por lá". Não é de se esperar muito de alguem que tenta (des)governar cidade, e estado como o fez, já não bastasse a influencia familiar que este senhor tem, de um pai que atira em outra pessoa e sai impunemente, arrebatado em braços do povo, (será que foi o povo ou alguns poucos pagos e mantidos pela "teta" executiva local?)
    Enfim, não conheço os atuais governantes de nossa cidade, nem da capital do estado, mas fico feliz em retornar a minha terra natal e ver que minha cidade tem tido mudanças, ainda que sutis, que a capital do estado hoje tem cara de capital e não de uma cidade aonde todos são funcionários públicos e vivem com atrasos de salário, por causa de desmandos municipais e estaduais.

    Enfim, fico feliz em receber seus emails falando de minha terra. acompanho noticias pelos jornais locais, as quais nem sempre são boas e verídicas, mas são as que recebo. Daí o motivo de me alegrar tanto em receber as suas notícias, uma visão aberta e nova sobre o futuro de nossa terra. De gente que sabe falar, sabe o que falar.
    Fico feliz sim. E mais ainda em saber que conheço a pessoa que me escreve. Um garoto que tive o prazer de conhecer quando então fiz a primeira sério do ensino primário (isso já é coisa de velho? Ou ainda se pode falar essas coisas sem passar como antigo?). Garoto este que tem a sua vida marcada pela coerência de suas palavras e de seus atos, que sempre respeitou os seus colegas, cresceu e pelo visto continua crescendo.
    Um homem, hoje, no qual tenho orgulho em falar aos meus pares locais, "eu conheço este aqui desde a muito"

    Obrigado por existir e escrever tão bem sobre nossa terra, ainda que por vezes as notícias não sejam as que mais gostaria de ouvir.

    Abraços do amigo,

    Joelmar Marques Barbosa