Seleção?! Que "seleção"?!?!

Posted: segunda-feira, 16 de junho de 2008 by Emmanuel do N. Sousa in
0


Enquanto vivemos a expectativa do advento do processo eleitoral deste ano, o assunto que impera ainda é o futebol!

Depois do fiasco do Treze FC no Campeonato Paraibano e da incompetência do São Paulo FC na Copa Libertadores, ambos no primeiro semestre, sou obrigado a engolir um bando de moleques egoístas e mercenários que compõem o atual selecionado dos “melhores” jogadores brasileiros, comandados pelo ínclito técnico Dunga.

Continuo sendo redundante quando o assunto é este: é preciso que o Brasil deixe de participar de, pelo menos, UMA Copa do Mundo!

Eu explico: Chegamos a um ponto tal que jogador de futebol é uma das profissões de alto luxo mais almejada hoje em dia. É sonho de todo brasileiro ter salários altíssimos, morar na Europa, desfrutar das benéfices da fama e, ainda por cima, garantir um “status” de mega-star. Pois, ser jogador de futebol é o melhor caminho para tal intento, podendo até ser convidado a jogar pela Seleção Brasileira e manter-se nesse “status” por força de uma mancumunência existente entre CBF e Nike, com a total conivência da FIFA.

O garoto que pratica futebol hoje, seja pobre ou rico, já sonha com os Euros. A Seleção não é mais objetivo primordial, como dantes.

Os clubes brasileiros não conseguem mais manter um elenco fixo por uma temporada completa nas principais competições nacionais porque todo garoto recém lançado já almeja os campões internacionais em busca de dinheiro e fama!

Portanto, voltando ao assunto, no momento em que o Brasil não mais estiver em cima do salto alto ao qual fora alçado e nunca descera por ser o único participante de todas as Copas e eterno favorito em todos os Mundiais disputados, provavelmente uma corrente que já existe ganhará voz, vez e força buscando desmanchar essa “panelinha” gerenciada por Ricardo Teixeira. O rebuliço que se geraria com uma possibilidade dessas abriria o precedente que se necessita para abrirem-se investigações nos diversos âmbitos para apurarem-se as várias denúncias engavetadas sobre a gestão da CBF e, principalmente, o gerenciamento da Seleção Brasileira e suas convocações.

Basta lembrar que temos uma “bancada da bola” no Congresso Nacional que consegue abafar todos os escândalos futebolísticos às custas de alguma conquista esportiva. Para o brasileiro, o que importa é ganhar. Trazendo o título pode deixar o desmando rolando!

A contrapartida seria a destituição de Ricardo Teixeira, a volta do espírito esportivo ao invés do financeiro, o fim do contrato de exclusividade com Rede Globo, Nike, etc... Enfim, voltar a valorizar o esforço dos mais de 800 jogadores que participam do Campeonato Brasileiro das séries A e B, que buscam à cada rodada fortalecer os clubes aos quais defendem sabendo que NUNCA, definitivamente NUNCA, serão lembrados para compor uma das equipes da Seleção Brasileira para disputar sequer um amistoso internacional, por saber que bastaria estar em qualquer time de pouquíssimo, OU NENHUMA, expressividade no cenário Europeu para ser convocado pelo conglomerado CBF-Nike.

Torço! Mas torço muito para que essa Seleção de #$%$# que está jogando a história construída por Pelé, Garrincha, Zico, Falcão e Sócrates na lama em detrimento de um “status quo” e falindo a esperança do torcedor brasileiro não se classifique para o próximo Mundial.

Em 2014, já está garantida sua participação. E, porque será realizada em nosso território, torçamos para que a história esteja mudada nestes próximos oito anos para que possamos ter jogadores vibrantes e, acima de tudo, aguerridos heróis nacionais. Não só em campo, como também fora dele.

0 comentários: