ESCOLHAS

Posted: segunda-feira, 9 de julho de 2007 by Emmanuel do N. Sousa in
0


Eu acredito que o ser humano veio ao mundo, pra aproveitar a vida, trabalhar, e interagir com pessoas das mais variadas personalidades. Porém, ninguém é obrigado a ser amigo de ninguém, nem a gostar de ninguém, nem a sorrir pra ninguém. Temos sim que respeitar uns aos outros e mais nada. O que vem além disso é de nossa escolha...por isso muitas vezes nos queixamos de nossas amizades, de nossos relacionamentos, mas não fomos nós que escolhemos?
Muitos amigos nos decepcionam por atitudes, palavras ou omissões. Mas será que a gente nunca deixou ninguém triste?
Ai é onde está o problema: esperamos sempre um pouco mais dos nosso amigos, e os nossos amigos sempre esperam um pouco mais de nós. Se pararmos para pensar, não passa de um jogo de cobranças desnecessárias que no fim só traz coisas negativas, frustração, decepção, desprezo...
Sempre preferi respeito, verdade e sinceridade. Acho que são os sentimentos mais nobres do coração humano: A fidelidade é algo complicado, eu gosto de pessoas fieis. Mas será que eu serei fiel a essas pessoas? Ai que está e a sinceridade é o que é, nada mais do que a verdade. Se fossemos sinceros uns com os outros com certeza a gente sofreria menos e viveria mais. Ninguém é dono de ninguém, nem precisa estar preso a ninguém, muito menos se sentir dono da verdade ou personagem ímpar da perfeição.
Quando nos suportamos por um bem maior, tentamos superar as diferenças pessoais e alavancar o projeto comum. Mas, quando essas diferenças são colocadas à frente da missão, tudo começa a desandar.
Na minha opinião, radical, o melhor é evitar desgastes nos relacionamentos. E, pra mim, se evita desgaste, evitando os conflitos. E, tais conflitos seriam, justamente, ser verdadeiro e fiel. Minha verdade é baseada na capacidade de falar e exprimir meus sentimentos. Mas, sempre me arrependo disso.
Queria ser falso: assim evitaria o confronto e as divergências, mantendo as aparências duma amizade saudável e equânime. Mas, é difícil! Infelizmente, ser verdadeiro tem seu preço. A antipatia acirra-se e sua presença torna-se ‘non grata’.
Esse é o perfil do nossa sociedade hipócrita. Que prefere fazer ‘caras e bocas’ a provocar uma intolerância. E, eu sou um pouco diferente dessa sociedade.
Procuro ser humilde, sincero e verdadeiro. Esse meu perfil incomoda.
Infelizmente.

0 comentários: